UOL Notícias Notícias
 
15/06/2010 - 13h05 / Atualizada 15/06/2010 - 13h14

Condenado homem que matou remadora do Flamengo

São Paulo - Francisco Itamar Nonato Pedrosa, acusado de estuprar, matar e ocultar o corpo da remadora do Clube de Regatas do Flamengo Priscilla da Silva e Souza, em 2008, no Rio de Janeiro, foi condenado ontem a 32 anos de reclusão, em regime fechado.

A decisão foi tomada por unanimidade por volta das 20 horas de ontem pelo 1º Tribunal do Júri da capital, presidido pelo juiz Fábio Uchoa. O crime ocorreu no dia 13 de dezembro de 2008, no Parque da Cidade, na Gávea, próximo ao local onde a vítima morava.

Segundo o Tribunal de Justiça, o réu permaneceu impassível, sem esboçar nenhuma emoção durante os depoimentos das testemunhas nem durante a sustentação do Ministério Público, quando foram mostradas imagens da vítima. Ao ser questionado pela Defensoria Pública se gostaria de ser interrogado, Francisco preferiu usar seu direito de permanecer em silêncio.

De acordo com o MP, as provas colhidas durante o processo oferecem a absoluta certeza da autoria dos crimes, principalmente o resultado positivo do exame de DNA feito com material colhido no corpo da vítima e comparado com o doado pelo réu.

O assassino já havia sido condenado por crime de estupro no dia 4 de fevereiro de 2010, pela 5ª Vara Criminal da capital, à pena privativa de liberdade de oito anos de reclusão, a ser cumprida inicialmente em regime fechado. Tal crime ocorreu antes do crime contra Priscilla.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h29

    0,50
    3,145
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h33

    -0,61
    75.537,56
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host