UOL Notícias Notícias
 
15/06/2010 - 10h15 / Atualizada 15/06/2010 - 11h03

Lavrador nega abusos e paternidade de todos filhos-netos


Em São Paulo

O lavrador José Agostinho Bispo Pereira, de 54 anos, preso em flagrante na última terça-feira em Pinheiro, no Maranhão, suspeito de abusar de duas filhas, não assumiu o crime de estupro nem admitiu ser pai de todos os filhos-netos nascidos destas relações.

Segundo a delegada regional de Pinheiro, Laura Barbosa, durante depoimento feito na sexta-feira, Pereira confessou que mantinha relações sexuais com as filhas. Com a mais velha, Maria Sandra, de 31 anos, ele disse ter mantido relações quando a jovem tinha entre 12 anos e 15 anos, resultando em um filho, hoje com 14 anos. Em depoimento, Pereira disse que era provocado pela filha, a qual afirmou, também em depoimento, que foi obrigada a manter relação sexual com o pai.

Em relação à paternidade dos filhos-neto, Pereira alegou que não é pai de todas as oito crianças. Segundo ele, o primeiro filho de Sandra Maria Monteiro, de 28 anos, abusada sexualmente e mantida por ele em cárcere privado por 16 anos - e com sete filhos desta relação - não seria dele. A filha nega. Segundo a delegada, os exames de DNA de todas as crianças já foram solicitados e enviados para um laboratório no Amapá. A delegada pediu urgência na conclusão dos laudos.

Pereira vai continuar preso na delegacia de Pinheiro até que o inquérito seja concluído, na próxima quinta-feira, de acordo com a delegada. Segundo ela, a Justiça já pediu a prisão preventiva do acusado. O flagrante da prisão já foi homologado. Um laudo psicológico do lavrador também deve ser solicitado pela Polícia Civil.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host