UOL Notícias Notícias
 
16/06/2010 - 10h11 / Atualizada 16/06/2010 - 10h28

Bovespa abre em baixa de olho na Espanha

São Paulo - A melhora de humor dos últimos dias está dando lugar hoje a um movimento de realização de lucros geral, respaldado por rumores de que o Fundo Monetário Internacional (FMI), a União Europeia e o Tesouro dos Estados Unidos estão preparando uma linha de liquidez de 250 bilhões de euros (US$ 306,9 bilhões) para a Espanha. O tom negativo da manhã foi reforçado também pela queda inesperada, de 5,9% em maio, das permissões para novas obras nos EUA, contrariando previsão de aumento de 3,3%. Assim, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que ontem abraçou novamente os 64 mil pontos, abriu em baixa hoje e deve devolver parte dos ganhos acumulados neste mês de junho, de 2,21%. O vencimento de contratos de índice Bovespa (Ibovespa) futuro hoje tem potencial para atiçar a volatilidade no período da tarde. Às 10h10, o Ibovespa recuava 0,59%, aos 64.058 pontos.

Pressionadas pela Espanha, cujo prêmio de risco atingiu hoje o nível mais alto desde a criação do euro, as principais bolsas europeias operam enfraquecidas, porém sem estresse. Em Londres, por exemplo, a bolsa tentava segurar o sinal positivo (+0,07%), enquanto Paris recuava 0,21% e Frankfurt perdia 0,16%. O euro perde fôlego e era negociado abaixo de US$ 1,23, empurrando para baixo os preços do metais. O cobre recuava 0,6% mais cedo em Londres e o níquel registrava baixa de 1,12%. O feriado na China, que só retoma os negócios amanhã, prejudica a liquidez nos negócios.

Depois de ter subido quase 7% na última semana, o petróleo realiza lucros hoje, negociado em baixa de 0,75%, a US$ 76,36 no horário citado. Na Bovespa, o setor de telefonia aguarda com expectativa o resultado da Assembleia Geral Extraordinária da Brasil Telecom, que será realizada às 11 horas em Brasília, em que será votada proposta sobre as relações de troca entre as ações da BrT e da Telemar (TMAR), que serão usadas na etapa final da reorganização societária do grupo Oi. A proposta é de 0,3955 ação ordinária da Telemar para cada ação ordinária da BrT e de 0,2191 ação preferencial classe C da Telemar para cada ação preferencial da BrT.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h10

    0,44
    3,143
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h15

    -0,59
    75.553,89
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host