UOL Notícias Notícias
 
16/06/2010 - 18h10 / Atualizada 16/06/2010 - 18h58

Justiça autoriza aborto de jovem estuprada por padrasto

Porto Alegre - O juiz Paulo Ivan Alves Medeiros, substituto da 1ª Vara Criminal de Pelotas (Rio Grande do Sul), autorizou uma jovem estuprada pelo padrasto a interromper a gravidez. O pedido foi ajuizado pela Defensoria Pública. Como o Ministério Público deu parecer favorável ao aborto, é improvável que haja recurso contra a decisão, tomada na segunda-feira. A mulher, que tem 18 anos, está autorizada a procurar o Sistema Único de Saúde (SUS) para agendar o procedimento médico.

A assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça gaúcho informou que o padrasto está preso preventivamente e responde a dois processos, por estupro e violência doméstica. Há suspeita ainda de que ele seja o pai de outros dois filhos da mulher. Como a ação tramita em segredo de Justiça, o nome dos envolvidos e os detalhes do processo não podem ser divulgados.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h50

    0,32
    3,277
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h53

    1,59
    63.661,81
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host