UOL Notícias Notícias
 
18/06/2010 - 19h20 / Atualizada 18/06/2010 - 19h32

Assentados são multados em R$ 3 mi no interior de SP

Presidente Prudente - Uma multa de cerca de R$ 3 milhões por crime ambiental foi aplicada na quarta-feira pela Polícia Ambiental de São Paulo contra sete assentados do Mirante do Paranapanema, extremo oeste paulista, por terem deixado o gado pastar em uma reserva florestal de 403 hectares. Os policiais apreenderam 64 animais que destruíram parte da reserva, e os acusados têm prazo de 20 dias para recorrer da decisão.

"Se o gado continuar pastando e pisoteando a área, ela não vai se recuperar. Há capim no local, os assentados alegam que o pasto está fraco nesta época do ano e, por isso, levam o gado para lá", afirmou o tenente Mauri Guarizi, comandante do primeiro pelotão da Polícia Ambiental no Pontal do Paranapanema.

O policial disse também que os acusados não têm condições de pagar a multa, e que a Coordenadoria de Biodiversidade de Recursos Naturais (CBRN), órgão do Ministério da Agricultura, vai arbitrar o valor. Os animais estão em assentamentos da região do Mirante do Paranapanema. "O gado só pode sair do local com autorização da Justiça", explicou Guarizi.

Segundo Clóvis Ribeiro da Silva, escrivão da delegacia de Mirante do Paranapanema, o gado pastava na reserva há mais de um ano. Uma pena alternativa pode ser aplicada aos acusados, completou. "Eles poderão fazer a reparação dos danos na reserva, mas isso não exclui a multa", disse.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,29
    3,167
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h30

    -0,17
    74.318,72
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host