UOL Notícias Notícias
 
21/06/2010 - 20h10 / Atualizada 21/06/2010 - 20h27

Funcionários recusam proposta da USP e mantêm greve

São Paulo - Os funcionários da Universidade de São Paulo (USP) recusaram na tarde de hoje a proposta apresentada pela reitoria e decidiram manter a greve, iniciada no dia 5 de maio. Um nova reunião está prevista para acontecer às 9 horas de amanhã. O local do encontro ainda não foi definido.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da universidade (Sintusp), os funcionários reiteraram as exigências de 5% de reajuste salarial e do pagamento dos dias parados dos grevistas. A reitoria da USP propôs a volta dos funcionários ao trabalho para poder analisar, em um prazo de 48 horas, o aumento salarial. O pagamento dos dias parados seria feito em até quatro dias após o término da paralisação.

O Sintusp estima que 60% dos cerca de 15 mil funcionários aderiram à greve.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h19

    0,73
    3,281
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h21

    -1,93
    61.431,91
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host