UOL Notícias Notícias
 
24/06/2010 - 16h35 / Atualizada 24/06/2010 - 16h47

Motim de presos interrompe visita de Yeda no RS

Porto Alegre - Um grupo de cerca de 100 presos provocou hoje um tumulto dentro da Penitenciária Regional de Caxias do Sul quase ao mesmo tempo em que a governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), participava de uma cerimônia no pátio externo.

Como o ambiente ficou tenso, a solenidade resumiu-se à devolução formal da administração do presídio exclusivamente à Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe), depois de dois meses sob comando conjunto com a Brigada Militar (Polícia Militar gaúcha).

Em abril, após denúncia de que agentes da Susepe teriam maltratado presos, a Brigada Militar passou a participar do controle da penitenciária. Agora o comando voltou à Susepe, que escalou outra equipe de servidores para o presídio. Como preferiam que a Brigada Militar continuasse no local, os presos rebelaram-se, derrubaram o muro que dividia duas galerias e depredaram algumas instalações pouco antes da chegada da governadora. O motim foi controlado pelos policiais.

Em breve entrevista, Yeda assegurou que os novos responsáveis designados pela Susepe vão manter o modelo de controle adotado pela Brigada Militar na administração do presídio.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host