UOL Notícias Notícias
 
29/06/2010 - 21h02 / Atualizada 29/06/2010 - 21h13

Risco de proliferação de doenças põe AL em emergência

São Paulo - O Estado de Alagoas decretou hoje estado de emergência de saúde pública por causa do risco de proliferação de doenças. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde, no primeiro boletim epidemiológico das áreas atingidas pelas enchentes que castigaram o Estado nas últimas semanas. Seis casos de leptospirose já foram registrados no Estado.

Segundo o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância à Saúde (CIEVS-AL), foram detectados hoje quatro casos de leptospirose em Capela; um caso de acidente por animal peçonhento, 34 casos de diarreia e 42 casos de síndrome respiratória em Quebrangulo; oito casos de acidente por animal peçonhento em São José da Laje; 15 casos de diarreia em Murici; e dois casos de leptospirose em Santana do Mundau.

Segundo os dados da Defesa Civil, 28 municípios foram afetados, correspondendo a 27,4% do total do Estado. Destes, quatro decretaram estado de emergência e 15 consideraram o evento como calamidade pública. O número de pessoas afetadas foi 181.020. Trinta e sete morreram. O município com maior porcentual de pessoas afetadas foi Santana do Mundaú (99,7%) seguido de União dos Palmares (87,7%).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host