UOL Notícias Notícias
 
04/07/2010 - 19h30 / Atualizada 04/07/2010 - 19h45

SP: câmera flagrou ação de assaltantes de relojoaria

São Paulo - Uma câmera instalada bem em frente à entrada da relojoaria S. Rolim, no Shopping Ibirapuera, na zona sul da capital, flagrou a ação do grupo armado que assaltou a loja na noite de sábado e fugiu correndo pelas escadarias. De acordo com a equipe de segurança do shopping, as imagens permitem concluir que ao menos cinco homens participaram do crime e torna possível a identificação dos assaltantes.

Além da câmera da porta da relojoaria, outras que estão espalhadas pelos corredores do shopping ajudaram a registrar o assalto e a fuga dos bandidos. O material deverá ser entregue à polícia amanhã. Os vídeos vão mostrar que os assaltantes não enfrentaram dificuldades para roubar a relojoaria. Embora a loja contasse com seguranças próprios, além dos fornecidos pelo shopping, nenhum deles tinha autorização para deter os criminosos, que estavam armados.

A orientação da administração do Ibirapuera para casos como este é não entrar em confronto direto com os bandidos para evitar que um eventual tiroteio possa vitimar frequentadores do local. Por isso, os seguranças apenas escoltaram os ladrões até a saída, protegendo os clientes.

A facilidade com que os assaltantes conseguiram realizar o crime e fugir já assusta funcionários de outras relojoarias. "A gente se sente inseguro porque, na hora H, vê que o segurança não pode fazer nada", conta a vendedora de uma joalheria vizinha à S. Rolim.

Ao todo, o Shopping Ibirapuera abriga 21 relojoarias e joalherias. Cada uma possui uma câmera de segurança na porta de entrada. Depois do crime, três joalherias fecharam as portas neste domingo. A S. Rolim também ficou sem funcionar até as 16 horas, mas depois voltou a atender o público. Os funcionários não quiseram falar com a reportagem.

Hoje, o shopping funcionava normalmente. As famílias passeavam pelos corredores, em um clima que contrastava com a tensão do dia anterior. O Shopping Ibirapuera afirma que não houve tumulto durante o assalto. Mas os funcionários negam.

A vendedora de uma das lojas vizinhas à S. Rolim conta que na hora do roubo as pessoas começaram a gritar "ladrão! ladrão!" e se esconderam dentro das lojas. "Foi um corre-corre danado, porque os bandidos passaram com a arma na mão e o pessoal se assustou", conta a mulher. "Era sábado à noite, o shopping estava lotado, cheio de criança. Não era para ficar com medo?"

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host