UOL Notícias Notícias
 
08/07/2010 - 14h48 / Atualizada 08/07/2010 - 15h09

Bruno presenciou assassinato de Eliza, diz polícia

São Paulo - O goleiro do Flamengo Bruno Fernandes Souza presenciou o sequestro e o assassinato da sua ex-amante Eliza Samudio, de 25 anos, segundo a polícia mineira. O autor do homicídio foi identificado como Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como Bola, Paulista ou Neném, um ex-policial civil que vive em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), onde o crime ocorreu.

A polícia já pediu a prisão preventiva de Santos, mas a Justiça ainda não decidiu a ação. As conclusões da polícia foram tiradas a partir dos depoimentos de duas testemunhas: o adolescente de 17 anos que é primo do goleiro, e Sérgio Rosa Sales, conhecido como Camelo, também primo do atleta.

"Bruno é um ídolo como goleiro do Flamengo, mas se mostrou um monstro pelo que fez com essa moça", afirmou o delegado Edson Moreira. "Foi um crime premeditado, planejado e friamente executado." Ainda segundo o delegado, após queimar a mala de Eliza, o goleiro foi tomar cerveja.

Os investigadores cruzaram também informações de outras testemunhas e do registro de entrada e saída de carros do sítio de Bruno. Eliza foi morta por estrangulamento, com as mãos e os pés amarrados, de acordo com a polícia. A Justiça concedeu a guarda provisória do filho de Eliza, que estava com Luiz Carlos Samudio, para a mãe da jovem, Sônia Moura.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,97
    3,127
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,99
    64.389,02
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host