UOL Notícias Notícias
 
08/07/2010 - 19h36 / Atualizada 08/07/2010 - 20h05

Unit da Renova sai a R$ 15 e oferta soma R$ 172,5 mi

São Paulo - A oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da Renova Energia movimentou até R$ 172,5 milhões, de acordo com informações encaminhadas à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A empresa emitiu units - certificados que representam uma ação ordinária (ON) e duas preferenciais (PN) - ao preço de R$ 15 cada, no piso da faixa estabelecida, que variava de R$ 15 a R$ 17.

Foi a segunda tentativa de abertura de capital da companhia, que atua em geração de energias por fontes renováveis. Em março deste ano, a Renova suspendeu a operação no dia da definição do preço, alegando razões estratégicas e condições de mercado. Segundo fontes, a operação não foi adiante por falta de demanda.

Nesta nova tentativa de captar recursos no mercado, a Renova reduziu a quantidade e o preço pedido pelas units. E, para evitar um novo revés, obteve do Santander - banco coordenador da oferta - e do FIP Ambiental - fundo de participações gerido pelo banco espanhol e administrado pela Caixa Econômica Federal - o compromisso de adquirir até R$ 145 milhões em papéis na oferta.

Conforme os dados da CVM, além das 10 milhões de units do lote principal, foram registrados 1,5 milhão de papéis do lote suplementar, que se não for exercido nos próximos 30 dias reduzirá o valor final da operação para R$ 150 milhões. De acordo com fontes de mercado, não houve apresentações para investidores (road show) no País, o que significa que os bancos devem ter direcionado a operação a investidores estrangeiros.

A Renova foi a maior vendedora do primeiro leilão de energia eólica, realizado pelo governo em dezembro de 2009, ao negociar a oferta de 14 usinas, totalizando 270 MW de capacidade instalada, mas hoje opera apenas três Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH), que somam 41,8 MW de potência instalada e estão localizadas na Bahia. A empresa possui ainda um portfólio de 77 parques eólicos com uma capacidade instalada potencial de 2.205,7 MW.

A estreia das units da Renova no pregão da BM&FBovespa está prevista para a próxima terça-feira, dia 13, com o código "RNEW11". Além do Santander, a operação foi coordenada pelo BofA Merrill Lynch.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h09

    -0,32
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h12

    1,56
    62.638,16
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host