UOL Notícias Notícias
 
15/07/2010 - 08h55

Justiça revoga prisão de ex-namorado de advogada morta

São Paulo - O advogado e policial militar reformado Mizael Bispo de Souza deixou de ser foragido - a Justiça revogou ontem a ordem de prisão temporária expedida contra ele. Negou ainda o pedido do Ministério Público (MP) para que a prisão temporária fosse convertida em preventiva. A decisão foi tomada no mesmo dia em que a polícia apontou formalmente o PM como autor da morte da ex-namorada dele, a advogada Mércia Mikie Nakashima.

A prisão temporária fora decretada no sábado, um dia após a prisão do amigo de Souza, o vigia Evandro Bezerra da Silva, de 38 anos. Detido em Sergipe, Silva afirmou à polícia que Souza vinha planejando executar Mércia desde o início de maio por se sentir rejeitado. Contou também ter buscado o PM na via de acesso à represa de Atibainha, em Nazaré Paulista, interior de São Paulo, na noite de 23 de maio, dia da morte da advogada.

Com base nesse depoimento, a Justiça expediu a ordem de prisão temporária contra Souza, de 40 anos, que previa sua permanência na cadeia por 30 dias. Ao saber da decisão, o policial militar fugiu. Seu advogado, Samir Haddad Júnior, afirmou que ele não se entregaria por considerar a decisão arbitrária.

O juiz Jayme Garcia dos Santos indeferiu a manutenção da prisão temporária com o argumento de que a ordem se justificaria para garantir a ordem pública, assegurar a aplicação da lei e o andamento das investigações. A seu ver, nenhum desses quadros foi constado na situação de Mizael Souza por enquanto. As informações são do Jornal da Tarde.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host