UOL Notícias Notícias
 
16/07/2010 - 07h05

Bolsas da Ásia fecham perto da estabilidade

Tóquio - A maioria das bolsas da Ásia fechou em baixa ou próximas à estabilidade. Em vários mercados, a decepção com os últimos dados sobre a economia dos EUA foi o principal fator a pesar sobre os negócios.

Na ausência de notícias com influência sobre o pregão, a Bolsa de Hong Kong fechou praticamente estável, contribuindo para a falta de brilho do lançamento das ações do Banco Agrícola da China (AgBank). O índice Hang Seng recuou apenas 0,03%, e fechou aos 20.250,16 pontos.

Na China, as bolsas também fecharam perto da estabilidade, com realizações de lucros em mineradoras de carvão e siderúrgicas. O índice Xangai Composto, índice que segue as ações A e B, terminou aos 2.424,27 pontos, praticamente a mesma pontuação do fechamento anterior, enquanto o Shenzhen Composto avançou 0,6% e fechou aos 969,47 pontos.

O yuan se valorizou em relação ao dólar, seguindo os ganhos do euro sobre a moeda norte-americana. Mas a expectativa de que o yuan suba mais no curto prazo diminuiu um pouco, já que o banco central tem reduzido apenas gradualmente a paridade central. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,7750 yuans, de 6,7785 yuans do fechamento de quinta-feira. A paridade fixada pelo banco central foi de 6,7718 yuans por dólar, abaixo dos 6,7741 yuans da quinta-feira e igual à mínima recorde da última segunda-feira.

A Bolsa de Taiwan, em Taipé, encerrou o dia em baixa, na trilha de desvalorização de diversas outras bolsas asiáticas. Mas as ações do setor financeiro registraram alta de 1,1%, compensando parte das perdas. O índice Taiwan Weighted teve queda de 0,5%, fechando aos 7.664,57 pontos.

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul fechou em queda como na véspera. Os investidores locais venderam ações ligadas ao setor exportador, como as de empresas de tecnologia e as de montadoras. O movimento foi influenciado pelas preocupações com o crescimento lento da China e dos EUA. O índice Kospi retrocedeu 0,7% e fechou aos 1.738,45 pontos.

A Bolsa de Sydney (Austrália) fechou em baixa pelo segundo dia consecutivo, influenciada novamente por dados econômicos decepcionantes dos EUA. O lucro do Google, abaixo das expectativas, também gerou alguma aversão ao risco. O índice S&P/ASX 200 encerrou em queda de 0,5%, fechando aos 4.422,7 pontos.

A Bolsa de Manila, nas Filipinas, fechou em baixa, alinhada com o fraco desempenho das ações regionais. O índice PSE recuou 0,7% e fechou aos 3.442,68 pontos.

A Bolsa de Cingapura teve alta, uma vez que os investidores ao final da sessão procuraram papeis em oferta em contínuo otimismo quanto ao forte crescimento econômica da ilha. O índice Straits Times avançou 0,5% e fechou aos 2.957,72 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, subiu 0,4% e fechou aos 2.992,45 pontos, alta recorde, com compras de papeis de mineradoras por fundos direcionando o mercado.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, ganhou 0,8% e fechou aos 827,54 pontos, maior nível desde maio de 2008, com a ações de menor liquidez dominando os negócios.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, teve alta de 0,2% e fechou aos 1.336,65 pontos, com muitos setores avançando na expectativa de recuperar os lucros. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host