UOL Notícias Notícias
 
16/07/2010 - 10h37

Bolsas de NY abre em baixa com balanços

Nova York - As bolsas de Nova York se preparavam para uma abertura em alta hoje, mas os investidores se decepcionaram com os balanços de Bank of America, Citigroup e GE, especialmente depois da decepção de ontem com o Google. Assim, os principais índices do mercado de ações dos Estados Unidos iniciaram o pregão em queda, sem tirar os olhos do universo corporativo. Às 10h35 (de Brasília), o Dow Jones cedia 0,69%, o Nasdaq recuava 0,75% e o S&P 500 caía 0,83%.

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) de maio também não ajudou. O CPI caiu 0,1% em junho em relação a maio, depois de recuar 0,2% em maio ante abril. O núcleo do CPI subiu 0,2%. Economistas esperavam que o CPI ficasse estável e que o núcleo subisse 0,1%. Outro indicador ainda está previsto para hoje, às 10h55 (de Brasília), sobre o dado preliminar do índice de sentimento do consumidor da Universidade de Michigan em julho.

O que ajudou a melhorar o humor das bolsas ontem, perto do final do pregão, e dava alguma energia aos futuros esta manhã eram as notícias de que o Goldman Sachs fechou acordo com a comissão norte-americana que lida com valores mobiliários (SEC, na sigla em inglês), aumentando as chances de escapar de ser julgado criminalmente por fraude, e de que a BP, após quase três meses, conseguiu parar o vazamento de petróleo no Golfo do México.

A decepção veio após o fechamento dos mercados ontem, quando o gigante Google informou lucro de US$ 5,71 por ação no segundo trimestre deste ano, abaixo da expectativa de lucro de US$ 6,52 por ação. Hoje, o Bank of America divulgou que seu lucro líquido caiu 3,1%, para US$ 0,27 por ação no segundo trimestre. As estimativas dos analistas eram de lucro de US$ 0,22 por ação. Já o Citigroup registrou queda de 37% no lucro líquido do segundo trimestre deste ano, para US$ 0,09 por ação, abaixo dos US$ 0,49 por ação obtidos no segundo trimestre de 2009, mas acima do lucro por ação de US$ 0,05 estimado por analistas.

A General Electric divulgou aumento de 16% do lucro líquido no segundo trimestre, para US$ 0,28 por ação, que superou levemente a expectativa de lucro de US$ 0,27 por ação - ainda que tenha sido o primeiro resultado positivo desde o início da crise financeira. A fabricante de brinquedos Mattel informou lucro de US$ 0,14 por ação no segundo trimestre, ante US$ 0,06 por ação no mesmo período de 2009, atribuindo parte dos lucros aos brinquedos do Toy Story 3, além de Barbie e Hot Wheels. Analistas esperavam lucro de US$ 0,15 por ação.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host