UOL Notícias Notícias
 
19/07/2010 - 16h57

Advogado diz que vídeo com Bruno será descartado

Belo Horizonte - O goleiro do Flamengo Bruno Fernandes Souza, suspeito pelo desaparecimento de sua ex-amante, Eliza Samudio, está sendo ouvido nesta tarde pela Polícia Civil de Contagem (MG) para esclarecer em quais circunstâncias foi feito um vídeo no qual ele afirma desconfiar que seu amigo, o Macarrão, está envolvido no caso. O advogado do goleiro, Ércio Quaresma, afirmou que as imagens divulgadas ontem pela TV Globo não serão consideradas "porque foram obtidas de forma ilegal."

O advogado disse ainda que todas as informações sobre o vídeo já são conhecidas. "São nove passageiros, dois tripulantes, um assessor da Polícia Civil e duas autoridades policiais. Sobram quatro agentes. Eles serão identificados e a polícia vai tomar as providências."

No vídeo, gravado durante a viagem de Bruno do Rio de Janeiro a Belo Horizonte, onde está preso, o jogador parece não saber que está sendo filmado. "Não sei o que deu na cabeça dele (Macarrão). Hoje, com todos os fatos que têm (contra ele), é difícil acreditar nele". E acrescentou: "Pelo que estou vendo, tudo em volta, tudo que está acontecendo, estou chocado."

Bruno contou que chegou a pensar que Eliza tivesse desaparecido para prejudicá-lo. "Fiquei com medo. Ela já tinha armado contra mim no Rio de Janeiro", disse.

Nas imagens, ele relatou uma conversa que teve com Eliza, dando sinais de que pretendia reconhecer a paternidade da criança. "Eliza, onde come um, comem dois. Onde comem dois, comem quatro. Se o filho for meu... Pra mim, era tranquilo."

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host