UOL Notícias Notícias
 
19/07/2010 - 17h13

Dólar sobe pelo 4º dia seguido e fecha a R$ 1,787

São Paulo - O dólar comercial subiu pelo quarto dia seguido e fechou as transações no mercado interbancário de câmbio hoje a R$ 1,787, alta de 0,28% em relação a sexta-feira. No mês, o dólar ainda acumula baixa de 0,94%. Desde o começo do ano, a variação é de +2,52%. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros, o dólar negociado à vista subiu 0,19% hoje e encerrou o pregão a R$ 1,7858. O euro comercial avançou 0,35% para R$ 2,313.

Pesam a favor da divisa americana as perspectivas de que o fluxo cambial continue negativo, apesar de novas indicações de captações externas de recursos, e de que a taxa Selic (juro básico da economia brasileira) tenha um ciclo de alta mais brando do que se imaginava.

No exterior, apesar da queda do índice de sentimento das construtoras dos Estados Unidos para o menor patamar desde abril de 2009, as bolsas conseguiram se manter no campo positivo pela expectativa favorável em relação aos balanços corporativos - mais tarde sairão os resultados da gigante de informática IBM e da empresa de chips Texas Instruments.

"Muitos players estão revendo sua posição, a expectativa de fluxo não está se confirmando", afirmou Ricardo Lorenzet, operador de câmbio da XP Investimentos. Acredita-se que os bancos estejam "vendidos" em algo como US$ 10 bilhões (a última posição, divulgada pelo Banco Central, indicava US$ 9 bilhões ao final de junho). O BC interveio no mercado à vista hoje por volta das 15h30, com leilão de compra de dólar, no qual a taxa de corte das propostas foi de R$ 1,7868.

No mercado global de moedas, depois do iene subir para o nível mais alto em sete meses frente ao dólar, na sexta-feira, hoje surgiram informações de que Banco do Japão (BoJ) pode considerar medidas adicionais para evitar prejuízos à economia caso o dólar permaneça próximo de 85 ienes por um mês ou dois, disseram fontes próximas ao BC à agência Dow Jones. Perto das 16h50, o dólar era negociado a 86,81 ienes, de 86,61 ienes no final da tarde de sexta-feira em Nova York. Já o euro subia para US$ 1,2946, de US$ 1,2927 sexta-feira em NY.

A alta do euro se seguiu mesmo com o rebaixamento dos títulos da dívida do governo da Irlanda, pela Moody's, e a suspensão das negociações entre o governo da Hungria e o Fundo Monetário Internacional (FMI) no fim de semana. Prevaleceu, segundo os operadores, o otimismo de que os resultados dos testes de estresse dos bancos, que serão conhecidos na sexta-feira, mostrem o sistema financeiro europeu mais robusto do que se imaginava há um tempo.

O dólar turismo ficou estável hoje em R$ 1,91 (venda) e R$ 1,85 (compra). O euro turismo também apresentou estabilidade, cotado em média a R$ 2,417 (venda) e R$ 2,307 (compra).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host