UOL Notícias Notícias
 
21/07/2010 - 17h39

Bovespa evita tombo de Wall Street e sobe 0,02%

São Paulo - As afirmações de Ben Bernanke, presidente do Fed (banco central norte-americano), ao Comitê Bancário do Senado às 15 horas, entre elas a de que não há medidas iminentes para fomentar o crescimento norte-americano, tiveram impacto negativo imediato sobre as bolsas de valores. Os mercados se deterioraram rapidamente. O índice Bovespa (Ibovespa), que operava em alta na casa de 0,50%, virou para negativo, mas depois oscilou perto da estabilidade, pressionado pelas perdas acentuadas em Nova York. No final, apoiada em ações da Vale e de siderúrgicas, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa)virou para leve alta, mas Nova York registrou forte queda.

Em seu informe semestral ao Senado sobre as condições da economia e a política monetária do Fed, Bernanke sinalizou que não há medidas iminentes para fomentar a recuperação da economia, apesar de uma "perspectiva bastante mais fraca" de crescimento, e assegurou que o Fed vai manter uma postura flexível diante de uma perspectiva econômica "anormalmente incerta". Ele afirmou ainda que, "se a recuperação parecer estar vacilando, então teremos que, pelo menos, revisar nossas opções". Na sessão de perguntas e resposta de seu informe Bernanke disse, no entanto, que não há planos de estudar tais iniciativas no curto prazo. "Não dá para cogitar mais estímulo no curto prazo", afirmou.

Antes disso, as bolsas norte-americanas vinham oscilando perto da estabilidade, ora valorizando números positivos dos balanços da Apple ( divulgado ontem após o fechamento do pregão) e do Morgan Stanley (informado hoje cedo), ora deixando crescer as preocupações com a fala de Bernanke.

No fechamento da sessão, o Ibovespa subiu 0,02%, para 64.476,84 pontos. Durante o pregão, atingiu a mínima de 64.209.24 pontos, em queda de 0,39%, e a máxima de 65.136,20 pontos, em alta de 1,05%. No mês, o ganho acumulado é de 5,81%, e no ano a perda soma 5,99%. O giro financeiro foi de R$ 5,654 bilhões. Os dados são preliminares.

Os papéis da Vale foram beneficiados por previsões positivas para os preços do minério de ferro - a ação PNA subiu 0,61%, para R$ 41,15, e a ON evoluiu 0,58%, para R$ 46,81. O papel PNA da Usiminas valorizou-se 2,63% e o ON, 3,41%. Ainda entre as siderúrgicas, as ações ON da CSN subiram 1,01% e as PN da Gerdau, 1,44%.

Petrobras, hoje, teve desempenho negativo. O papel PN caiu 0,54%, para R$ 27,50, enquanto o ON cedeu 1,13%, para R$ 31,54.

Em Nova York, as bolsas fecharam em queda. O Dow Jones cedeu 1,07%, para 10.120,53 pontos; o Nasdaq recuou 1,58%, para 2.187,33 pontos; e o S&P500 caiu 1,28%, para 1.069,59 pontos. Os dados são preliminares.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host