UOL Notícias Notícias
 
22/07/2010 - 10h43

NY avança com dados europeus e balanços de empresas

Nova York - As bolsas norte-americanas abriram em alta, com os números sobre a atividade econômica na Europa reconfortando investidores que ontem foram surpreendidos pela avaliação do presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Ben Bernanke, para a economia dos EUA. O otimismo nesta manhã mostrou-se forte, com investidores ignorando o aumento superior ao previsto nos pedidos de auxílio-desemprego feitos na semana passada. Paralelamente, os balanços das empresas de primeira linha 3M, AT&T e Caterpillar foram bem recebidos.

Às 10h39 (de Brasília), o Dow Jones subia 1,19%, o Nasdaq avança 1,62% e o S&P 500 tinha ganho de 1,44%.

Ontem, o Dow Jones fechou em queda de 1,1%, após, em depoimento do Senado, Bernanke descrever as perspectivas econômicas dos EUA como "anormalmente incertas". Mas o humor mudou nesta manhã depois da divulgação dos índices dos gerentes de compras de atividade industrial e de encomendas à indústria na zona do euro.

O índice dos gerentes de compra (PMI) composto preliminar para julho subiu a 56,7 na zona do euro, a máxima em três meses, de 56,0 em junho. O PMI do setor industrial aumentou para 56,5, de 55,6, enquanto o PMI de serviços avançou para 56,0, de 55,5. Os números surpreenderam o mercado. Uma pesquisa com economistas realizada pela Dow Jones apontava que o PMI industrial cairia para 55,2 e o de serviços ficasse em 55,0, com a medida composta diminuindo para 55,2. Na Alemanha e na França o PMI composto preliminar para julho também surpreendeu.

Já as novas encomendas à indústria subiram 3,8% em maio na zona do euro, na comparação com abril, e 22,7% em relação a maio do ano passado. O resultado superou as estimativas dos economistas ouvidos pela Dow Jones, que esperavam que as encomendas ficassem inalteradas ante abril.

Em relação aos EUA, o mercado ignorou o anúncio de aumento no número de novos pedidos de auxílio-desemprego em 37 mil, para 464 mil, após ajustes sazonais, na semana até 17 de julho. O dado superou a estimativa dos economistas ouvidos pela Dow Jones, que esperavam uma alta de 21 mil.

Bernanke concederá a segunda rodada de seu depoimento semestral, hoje na Câmara. Normalmente, o depoimento repete as declarações da véspera feitas no Senado, mas na sessão de perguntas e respostas, o presidente do Fed pode ser questionado sobre sua afirmação quanto as perspectivas "anormalmente incertas".

Após o fechamento, Microsoft e Amazon.com divulgam resultado. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host