UOL Notícias Notícias
 
27/07/2010 - 19h12

Câmera pode ajudar investigação de acidente de jet ski

Santos, SP - A Polícia Civil do Guarujá, no litoral de São Paulo, vai utilizar imagens de vídeo do circuito de monitoramento de um estabelecimento comercial para ajudar a apurar em que circunstâncias ocorreu o choque entre os dois jet skis que causou a morte da estudante paulistana Daniela Magela de Oliveira, de 17 anos, na última quinta-feira, na praia da Enseada. Entretanto, como o alcance das câmeras do estabelecimento na praia é limitado, a polícia busca uma maneira de melhorar a qualidade das imagens.

De acordo com o delegado titular do Guarujá, Claudio Rossi, a observação das imagens somada aos resultados dos laudos da Polícia Científica e da Capitania dos Portos sobre as condições dos jet skis envolvidos vão ajudar muito no detalhamento do caso. "As opiniões das pessoas ouvidas estão divididas. Tem gente que fala que a menina teve culpa, e há depoimentos de que o rapaz que bateu na moça", disse o delegado, afirmando que o relatório da Marinha também será essencial ao inquérito.

O rapaz a que o delegado se refere é o militar Ricardo Augusto dos Santos, de 28 anos, que estava pilotando o jet ski envolvido na colisão. Ele foi indiciado por homicídio culposo (que não tem intenção de matar), pagou fiança de R$ 700 e foi liberado para responder em liberdade.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h09

    -0,34
    3,255
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h15

    1,93
    63.869,05
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host