UOL Notícias Notícias
 
30/07/2010 - 19h26

Sorocaba-SP quer fechar bares às 23h para evitar crimes

Sorocaba, SP - Bares, restaurantes e estabelecimentos que servem bebidas alcoólicas terão de fechar às 23 horas a partir de janeiro, em Sorocaba, no interior de São Paulo. Projeto que institui a chamada lei seca para reduzir a criminalidade está sendo preparado pela prefeitura e deve ser enviado à Câmara este mês. Convencido de que os índices de violência estão relacionados com o consumo de bebidas alcoólicas, o prefeito Vitor Lippi (PSDB) já discutiu o assunto com a Câmara e órgãos da Segurança Pública.

Já ficou definido que a lei não será inflexível: donos de estabelecimentos que desejarem funcionar após as 23 horas terão de requerer um alvará especial. Os pedidos serão analisados por uma comissão criada pela administração. Para receber o alvará, a empresa terá de atender exigências como não permitir a menores o acesso a bebidas e cigarros, oferecer segurança privada aos frequentadores e possuir sistema acústico para controle do barulho. O alvará será cassado se houver descumprimento e em caso de ocorrências policiais envolvendo o estabelecimento.

O cumprimento à lei seca será fiscalizado por equipes volantes da prefeitura. O prefeito baseou os estudos numa lei que vigora há oito anos em Diadema, na Grande São Paulo, onde os bares não podem abrir das 23h às 4h. Pesquisa divulgada pela Secretaria de Defesa Social daquela cidade mostrou que, em cinco anos, o índice de homicídios caiu 80% e o de acidentes de trânsito, 30%. O comando da Polícia Militar em Sorocaba informou que o projeto pode ser benéfico para aumentar a segurança coletiva. O Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Sorocaba e Região só vai se manifestar depois que a proposta for enviada à Câmara.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host