UOL Notícias Notícias
 
04/08/2010 - 11h07

MEC vai apurar vazamento de informações do Enem

São Paulo - O Ministério da Educação (MEC) anunciou hoje, em nota, que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) está apurando as causas e responsabilidades a respeito do vazamento de informações dos dados pessoais de 12 milhões de inscritos nas últimas três edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O órgão pretende descobrir de que maneira as informações sobre inscritos nos exames de 2007, 2008 e 2009 ficaram disponíveis na internet.

Até o fim da tarde de ontem, os estudantes cadastrados tiveram informações como nome, RG, CPF, data de nascimento e nome da mãe expostos em links abertos no site do Inep - a reportagem do jornal O Estado de S. Paulo conseguiu acessar, por exemplo, dados e até as notas do filho do ministro da Educação, Fernando Haddad, que prestou a prova em 2009.

De acordo com a nota, "as informações sobre os inscritos, dispostas em banco de dados do Inep, eram armazenadas em área reservada da página eletrônica do instituto, com endereço específico, e liberadas para as instituições de educação superior que as pedissem para utilização em seus processos seletivos". "As instituições comprometiam-se a não divulgar os dados e teriam acesso a eles por meio de usuário e senha."

Segundo o MEC, está sendo investigado a possibilidade de alguém ligado a uma dessas instituições ter repassado os links, já com a entrada da senha, para acesso às informações. Os dados já estavam fora do ar às 17 horas de ontem, horas depois de o Ministério da Educação (MEC) ter sido avisado da falha pela reportagem do jornal.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,63
    3,167
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,87
    65.667,62
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host