UOL Notícias Notícias
 
05/08/2010 - 14h26

Europa recua com alta do seguro-desemprego nos EUA

Londres - A maioria dos índices de ações do mercado europeu fechou em baixa hoje, influenciados pelo aumento dos pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos. As bolsas de valores de Paris e de Frankfurt, na contramão, fecharam em alta. No geral, porém, além dos dados de auxílio-desemprego nos EUA, os resultados financeiros de grandes grupos corporativos europeus, como o Barclays e a Unilever, também desestimularam os investidores. O índice pan-europeu Stoxx 600 recuou 0,69 ponto, ou 0,26%, encerrando em 261,48 pontos.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE-100 fechou em queda de 20,38 pontos, ou 0,38%, a 5.365,78 pontos. Os papéis do Barclays recuaram 4,66%. O banco anunciou hoje uma elevação de 29% de seu lucro líquido, mas em grande parte devido a ganhos pontuais. No setor de bens de consumo, as ações da Unilever caíram 5,19% depois de ela ter alertado para os desafios do ambiente econômico, apesar de a companhia ter reportado aumento de 39% em seu lucro líquido no segundo trimestre. Já as ações da mineradora Rio Tinto tiveram alta de 0,53% depois do anúncio de que seu lucro líquido no primeiro semestre aumentou para US$ 5,85 bilhões.

Em Paris, o índice CAC-40 subiu 3,47 pontos, ou 0,09%, terminando a sessão a 3.764,19 pontos. A alta foi liderada pelos papéis do grupo editorial Lagardère, que subiram 4,32% depois de o Royal Bank of Scotland (RBS) ter elevado a recomendação de "manter" para "comprar" devido à elevação da previsão para o ano da divisão de revistas da empresa, graças a uma recuperação do mercado de anúncios. As ações da Alstom subiram 2,86% e as da EADS avançaram 2,92%. Já os papéis da Danone caíram 2,08%.

Na Bolsa de Frankfurt, o índice Dax avançou 2,25 pontos, ou 0,04%, encerrando o pregão a 6.333,58 pontos. A alta das ações da Bayer (+4,17%) contrabalançou a desvalorização de papéis como os do Commerzbank (-2,20%) e da Beiersdorf (-5,30%). As ações da Bayer subiram depois da divulgação de notícias consideradas positivas sobre os testes com o anticoagulante Xarelto.

Na Bolsa de Milão, o índice FTSE MIB recuou 163,47 pontos, ou 0,76%, fechando a 21.302,97 pontos. O índice Ibex-35, da Bolsa de Madri cedeu 3,3 pontos, ou 0,03%, encerrando a 10.840,00 pontos. Em Lisboa, o índice PSI-20 caiu 24,48 pontos, ou 0,32%, a 7.544,55 pontos.

O Banco da Inglaterra (BoE, banco central) e o Banco Central Europeu (BCE) mantiveram hoje suas taxas de juro, em 0,5% e 1% ao ano, respectivamente. O presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, mostrou-se otimista, dizendo que a economia da zona do euro está mais forte, mas advertiu que é cedo demais para que se "declare vitória" sobre a crise econômica. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host