UOL Notícias Notícias
 
05/08/2010 - 20h55

PF prende diretor da Delta Construções em Belém

Belém - O empresário Aluizio Alves de Souza, um dos diretores da empresa Delta Construções, foi preso hoje pela Polícia Federal (PF) em Belém, onde reside. Ele é investigado desde o ano passado por envolvimento em suposto esquema criminoso de fraudes em licitações, superfaturamento, desvio de verbas públicas e pagamentos indevidos em obras de infraestrutura rodoviária realizadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes do Ceará (DNIT/CE).

A Delta é a mesma empresa que alugou em julho, para o governo do Pará, 450 carros de passeio por R$ 20 milhões para uso em serviço de combate à criminalidade nas ruas de cinco cidades do Estado. O Ministério Público e o Tribunal de Contas do Pará investigam o contrato, que apresenta indícios de irregularidades.

O assessor de imprensa da PF do Pará, Fernando Sérgio Castro, disse que o diretor da empresa será acusado pelos crimes de corrupção passiva e ativa, advocacia administrativa, prevaricação, peculato, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. "Além de ser acusado de todos esses crimes, o empresário ainda responderá por ter lesado os cofres públicos em uma quantia que chega a quase R$ 5 milhões", disse Castro.

Operação

Servidores e gestores do DNIT/CE foram presos hoje pela Polícia Federal sob a acusação de fraudar licitações e desviar verbas destinadas à execução de obras feitas sob a responsabilidade do órgão. A polícia também prendeu funcionários e donos de empreiteiras contratadas que faziam parte do suposto esquema.

A operação da PF foi deflagrada na madrugada de hoje. Denominada "Operação Mão Dupla", a ação contou com a participação de 200 policiais federais e a ajuda de 32 servidores da Controladoria Geral da União (CGU).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h16

    -0,05
    3,173
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h23

    1,12
    65.403,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host