UOL Notícias Notícias
 
09/08/2010 - 08h05

Ásia: bolsas fecham em alta; yuan tem nova alta recorde

Tóquio - Depois do impacto inicial negativo do payroll dos EUA, divulgado na sexta-feira, as bolsas asiáticas fecharam em elevação. A Bolsa de Cingapura não operou devido a um feriado local.

Em Hong Kong, a Bolsa foi puxada pelas ações da exportadora Li & Fung e da operadora de ferrovias MTR, mas os investidores ficaram de lado, à espera da divulgação de dados econômicos da China, o que limitou os ganhos. O índice Hang Seng avançou 0,6% e fechou aos 21.801,59 pontos.

Na China, a alta das bolsas foi liderada pelos setores de siderurgia, cimento e carvão, depois que Pequim ordenou que empresas numa variedade de setores fechem unidades obsoletas como parte dos esforços para tornar a economia mais eficiente e reduzir os danos ambientais. O índice Xangai Composto teve alta de 0,5% e encerrou aos 2.672,53 pontos. O índice Shenzhen Composto avançou 1,3% e terminou aos 1.122,32 pontos.

O yuan subiu em relação ao dólar, depois de atingir no começo da sessão o maior nível diante da moeda norte-americana desde a revalorização e de a paridade central ter sido fixada numa mínima recorde. Os dados decepcionantes sobre o mercado de trabalho nos EUA, divulgados na sexta-feira, pressionaram o dólar para baixo contra as principais moedas globais. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado a 6,7671 yuans, de 6,7683 yuans da sexta-feira. A paridade central caiu para a mínima de 6,7685 yuans por dólar, contra 6,7730 yuans por dólar na sexta-feira.

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, fechou na maior pontuação em três meses, conduzida por indústrias com forte presença na China e pelo setor financeiro. O índice Taiwan Weighted subiu 0,9% e encerrou aos 8.034,49 pontos - o mais alto nível de fechamento desde 29 de abril.

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul encerrou em alta devido aos caçadores de barganhas, embora os investidores permaneçam cautelosos, à espera de dados macroeconômicos futuros do exterior e da decisão do Banco Central da Coreia sobre a taxa de juros, nesta semana. O índice Kospi subiu 0,4%e terminou aos 1.790.17 pontos.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, fechou na pontuação mais alta em seis semanas, apesar dos leves recuos registrados em Wall Street após a divulgação de dados decepcionantes sobre o emprego nos EUA. O índice S&P/ASX 200 subiu 0,6% e concluiu aos 4.594,9 pontos.

Nas Filipinas, a Bolsa de Manila encerrou o dia em leve alta. O índice PSE subiu 0,2% e finalizou aos 3.524,70 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, subiu 0,7% e fechou aos 3.082,59 pontos em volume fraco, uma vez que os investidores continuam a comprar papéis na maioria relacionados ao petróleo por causa da alta dos preços do petróleo.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, fechou estável, aos 875,18 pontos. Ações de pequena e média liquidez dominaram os negócios enquanto as de maior capitalização esmaeceram porque os investidores realizaram lucros à véspera de longo feriado.

O índice de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, fechou estável, aos 1.360,66 pontos, com os investidores de lado na ausência de fatores de estímulo, o que foi interpretado como "forte consolidação". As informações são da Dow Jones

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host