UOL Notícias Notícias
 
10/08/2010 - 18h40

Light diz que vazamento provocou explosão de bueiro

Rio de Janeiro - A Light recebe ainda esta semana do Centro de Pesquisa Energética (Cepel) o laudo da perícia feita no bueiro de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, que explodiu no final de junho e deixou gravemente ferido um casal de norte-americanos. "Queremos entender o que realmente aconteceu para podermos resolver o problema", afirmou o presidente da concessionária de energia elétrica, Gerson Kelman.

Mesmo antes do resultado, a Light já identificou que houve um vazamento de óleo e um curto circuito no transformador da câmara subterrânea próximo ao acidente. Kelman adiantou hoje algumas das medidas que a empresa pretende adotar para prevenir novas explosões em bueiros.

A principal delas será a instalação de sensores em sua rede subterrânea. Até o final do ano, o equipamento já estará em operação em 400 câmaras. A meta é cobrir todas as quase 4 mil em operação no Estado. Cada aparelho custa R$ 25 mil, segundo Kelman.

O presidente da Light também garantiu que as inspeções nos bueiros vêm sendo intensificadas. Estão programadas para este ano 14 mil vistorias, número bem acima das 3,9 mil visitas feitas por técnicos durante 2009.

O executivo explicou que outra medida de segurança que será adotada pela empresa é a realização de furos nas caixas de inspeção e caixas de passagem nos bueiros - que ficam ao lado das câmaras transformadoras, em compartimentos subterrâneos separados, para aumentar a ventilação e escoar o gás.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host