UOL Notícias Notícias
 
14/08/2010 - 15h34

Comerciante de salvador é preso acusado de racismo

Salvador - O empresário Ângelo Raphael Lancellotti Neto, de 53 anos, proprietário da barraca de praia Azul Marinho, do bairro de Stella Maris, está detido na 12ª Delegacia, acusado de racismo e agressão contra uma vendedora de acarajé.

Segundo Marilene Pereira dos Santos, de 28 anos, o empresário teria ficado irritado ao vê-la vendendo os quitutes a clientes da barraca, na última quinta-feira. Ao cobras satisfações, Ângelo a teria empurrado da escadaria do estabelecimento, na direção da areia, e a ofendido com termos como "vagabunda" e "negrinha".

O delegado Jorge Brás Coutinho, à frente do caso, informa que o empresário vai responder por lesão corporal e injúria racial, com penas previstas de um a três anos de reclusão. De acordo com Coutinho, Ângelo continuará detido até que a Justiça se pronuncie sobre o caso.

Na delegacia, o empresário confirmou o desentendimento com Marilene, mas apontou os funcionários da barraca, na maioria negros, como prova de que não tem preconceito racial. O estabelecimento funciona há 18 anos. De acordo com o testemunho de Neto, a discussão foi causada pelo fato de a vendedora sujar as instalações da barraca e a areia da praia.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host