UOL Notícias Notícias
 
23/08/2010 - 17h46

Bovespa fecha em 1,04%, pressionada por Vale

São Paulo - A queda acentuada das ações da Vale exerceu intensa pressão negativa na Bovespa, levando-a perder durante a sessão vespertina a marca dos 66 mil pontos para fechar na mínima de 1,04%, aos 65.981,86 pontos. O giro financeiro somou R$ 4,1 bilhões, em dado ainda preliminar. Durante a manhã, O Ibovespa chegou a escalar brevemente os 67 mil pontos, ao subir 0,75%, na máxima, mas a alta foi sendo corroída pelas perdas dos papéis da Vale, cuja ON chegou a ceder mais de 3% na mínima intraday, para fechar em -2,86%. A PNA encerrou em baixa de 2,42%, na mínima.

A Vale operou na contramão das mineradoras na Europa, que fecharam em alta, reagindo mal à possibilidade de risco de disputa pela mineradora canadense Potash. Segundo agências internacionais, a Vale e a chinesa Sinochem contataram a Potash Corp., que luta contra uma oferta de aquisição hostil da BHP Billiton.

Mas há pouco, logo após o fechamento do pregão regular, a Vale divulgou nota dizendo serem "infundadas" as notícias de que teria feito proposta de compra pela empresa canadense de fertilizantes Potash. A mineradora brasileira negou ainda que esteja em negociações para realizar uma oferta de compra. Este mês, a BHP fez uma oferta hostil de US$ 38,6 bilhões pela canadense, mas os acionistas da empresa não aceitaram a proposta da mineradora anglo-americana. A Potash Corp é a maior produtora mundial de carbonato de potássio, o mais valioso dos três principais componentes dos fertilizantes por ter oferta limitada e com minas em apenas 12 países. A companhia é a terceira maior produtora de produtos com base em fosfato e nitrogênio.

O fato é que essas especulações sobre possível interesse da Vale na mineradora de potássio pesaram sobre os papéis da blue chip, deixando Petrobras em segundo plano pela primeira vez em muitos dias.

As ações de Petrobras oscilaram durante a sessão entre o campo positivo e negativo mas no final prevaleceu o sinal negativo. As preferenciais recuaram 0,45% e as ordinárias cederam 0,40%, penalizadas pelas dúvidas que cercam o preço do barril do pré-sal para a cessão onerosa e o prazo da capitalização.

Em Nova York, as bolsas também fecharam no vermelho, refletindo mais uma vez as preocupações com as condições da economia numa semana que tem como destaque a revisão do Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano do segundo trimestre, na sexta-feira. O Dow Jones cedeu 0,38%; o S&P 500 recuou 0,40% e o Nasdaq caiu 0,92%.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host