UOL Notícias Notícias
 
23/08/2010 - 19h06

Queima de cana é proibida 24h em 28 regiões de SP

Ribeirão Preto, SP - A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) ampliou a proibição da queima da palha da cana-de-açúcar, necessária para a colheita manual da cultura, em qualquer hora do dia para 28 regiões do Estado em virtude da umidade do ar abaixo dos 20%. A companhia incluiu as microrregiões canavieiras de Ribeirão Preto, Pirassununga e Barra Bonita e manteve as 25 outras regiões no aviso de proibição que vigorará entre 20 horas de hoje e 6 horas de amanhã.

A queima da palha de cana em todo o Estado de São Paulo já é proibida, até 30 de novembro, entre 6 horas e 20 horas, mas quando a umidade média cai abaixo dos 20%, no período avaliado pela Cetesb, ela é suspensa durante o dia inteiro, de acordo com a medição feita em cada região. Entre as principais microrregiões canavieiras, apenas nas de Marília, Assis e Bauru a queima segue autorizada entre 20 horas e 6 horas. A prática é ainda liberada em outras microrregiões onde a cultura é pouco comum, como no sul do Estado.

Ribeirão Preto, principal polo canavieiro do País, voltou a registrar hoje, entre 15 horas e 17 horas, 13% de umidade do ar e uma média de 18% entre 12 horas e 17 horas, período considerado pela Cetesb na avaliação para proibir a queima noturna de cana. A temperatura na cidade paulista atingiu 35,6 graus, às 16 horas.

De acordo com a Cetesb, a previsão é que a baixa umidade nas regiões produtoras de cana-de-açúcar de São Paulo ainda permaneça ao menos até setembro, o que deve levar a companhia a manter a proibição da queima em algumas regiões do Estado durante todo o dia.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host