UOL Notícias Notícias
 
28/06/2011 - 13h30

Funcionários terceirizados da USP entram em greve

São Paulo - Cerca de 140 funcionários de uma empresa terceirizada que presta serviços na área de segurança do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo (USP) entraram em greve as 7 horas de hoje.

 

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp), desde dezembro de 2010 a empresa tem pago salários menores, cerca de 60% do valor das férias e o adicional de insalubridade não é pago há três anos. Além disso, os funcionários reclamam que o convênio médico está bloqueado. Em nota, o sindicato destacou que os trabalhadores que se queixam da situação são ameaçados de demissão.

 

A greve foi decidida ontem. A empresa terceirizada, representantes da administração do hospital e da reitoria da USP se comprometeram a regularizar a situação em dois dias, mas os trabalhadores continuarão em greve até a normalização dos pagamentos. O Sintusp disse que mantém 30% dos trabalhadores de plantão conforme exigido por lei.

Veja mais

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,50
    4,164
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h23

    -0,18
    104.339,16
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host