UOL Notícias Notícias
 

17/11/2008 - 18h30

Alitalia é multada por inconvenientes causados aos passageiros durante greve

ANSA
ROMA, 17 NOV (ANSA) - A Alitalia foi obrigada pela Entidade Nacional de Aviação Civil da Itália (Enac) a pagar uma multa de 210 mil euros pela falta de assistência aos passageiros afetados pela greve convocada por um grupo de trabalhadores da companhia, que já dura uma semana

Em um primeiro momento, parecia que a paralisação convocada não afetaria a atividade da empresa, mas durante os últimos quatro dias foram registrados diversos cancelamentos nos pousos e decolagens, além de atrasos de até duas horas.

Os sindicatos que rejeitaram o plano de resgate idealizado pelo governo do premier Silvio Berlusconi alegaram que os atrasos e cancelamentos ocorridos são conseqüência do "clima de forte mal-estar" que impera entre os trabalhadores da companhia aérea.

Segundo o presidente do Enac, Vito Raggio, já foi imposta a primeira multa à Alitalia. "Multamos a companhia pelo ocorrido no dia 10 de novembro, primeiro dia de inconvenientes para os usuários. Não se pode deixar os passageiros sem informações, abandonar os check-in ou cancelar vôos no último momento", explicou.

Nos próximos dias, outras multas podem ser aplicadas, por conta dos outros dias de inconvenientes. Riggio informou também que o Enac pretende intervir diretamente na passagem da antiga Alitalia à Companhia Aérea Italiana (CAI), que será realizada no dia 1º de dezembro.

"A redução do pessoal está sendo feita. Penso em instituir um comitê para a transição, em que estarão representados tanto a antiga como a nova Alitalia e o órgão de vigilância, para preservar os passageiros", acrescentou.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host