UOL Notícias Notícias
 

10/12/2008 - 15h02

Metade dos jovens italianos nunca leu a Declaração dos Direitos Humanos, diz pesquisa

ANSA
ROMA, 10 DEZ (ANSA) - Uma pesquisa realizada entre os jovens italianos revela que cerca de 85% dos entrevistados já ouviram falar da Declaração Universal dos Direitos Humanos da ONU, mas que, no entanto, 50% deles jamais leram o documento e 40% conhecem parcialmente suas propostas.

A pesquisa, realizada pelo instituto SWG para a Conferência dos Presidentes dos Conselhos Regionais, apontou que a escola primária é o lugar onde a maioria dos jovens tem contato com a Declaração.

Aproximadamente 38% tomaram conhecimento do documento através da escola, 18,5% através da televisão e 16,5% na Universidade. Somente 2% dos jovens entrevistados apontaram a família como o principal difusor do documento.

Segundo os jovens, a única violação dos direitos humanos cometida na Itália é em relação ao trabalho. Os novos temas que os adolescentes gostariam de inserir na carta são referentes à família, a viver com dignidade e à remuneração adequada.

A pesquisa também mostrou que 70% dos jovens acreditam que a defesa dos direitos humanos é um dever dos governos e que 82% são favoráveis à criação de um Tribunal Internacional dos Direitos Humanos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host