UOL Notícias Notícias
 

06/01/2009 - 12h52

Mercenário israelense, preso na Rússia, será extraditado em março à Colômbia

ANSA
BOGOTÁ, 6 JAN (ANSA) - O embaixador da Colômbia na Rússia, Diego Tobón, afirmou que a extradição a Bogotá do mercenário israelense Yair Klein, que treinou no passado esquadrões paramilitares colombianos, irá ocorrer efetivamente em março deste ano.

O diplomata explicou que entre 18 e 20 de janeiro uma delegação colombiana irá a Estrasburgo para apresentar à Comissão Européia de Direitos Humanos as garantias de tratamento digno e segurança ao mercenário, que está preso em Moscou.

"A Colômbia tem o direito de explicar a essa entidade de direitos humanos que irá garantir as mesmas condições de segurança e de direitos humanos daqui para que nos enviem Klein", explicou Tobón a jornalistas em Bogotá.

O embaixador disse também que o governo russo está comprometido com a extradição do homem, detido em 2007 em Moscou, após a Interpol ter emitido uma circular contra ele.

O ex-militar israelense foi condenado em 2001 por um tribunal colombiano a uma pena de dez anos e oito meses de prisão por ter treinado com práticas terroristas grupos paramilitares no fim dos anos 80 e início dos 90 na zona de Magdalena Medio, interior do país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h39

    -0,07
    3,133
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h40

    -0,90
    75.305,93
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host