UOL Notícias Notícias
 

15/01/2009 - 10h27

Associação italiana envia carta a Lula em protesto contra asilo concedido a Battisti

ANSA
BOLONHA, 15 JAN (ANSA) - A Associação 2 de Agosto, composta por familiares das vítimas de um atentado a uma estação de trem de Bolonha, enviou uma carta ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, protestando contra a decisão do governo brasileiro de conceder asilo político ao ex-ativista italiano Cesare Battisti, condenado a prisão perpétua em seu país.

Na carta, o presidente da organização, Paolo Bolognesi, chama Battisti de "assassino sórdido" e diz que a decisão brasileira gera "impunidade" ao italiano.

"Senhor presidente, o comportamento do seu país nesta situação é desaprovada totalmente por todos os familiares das vítimas do terrorismo", protesta.

Bolognesi explica que a organização vê "como desconcertante esta decisão", ressaltando que Lula, em discurso em nome do Brasil, luta contra o terrorismo, mas com este fato concedeu "proteção, e, principalmente, impunidade" ao ex-militante.

O documento pede que o presidente e todas as autoridades do Brasil se lembrem que "a batalha contra o terrorismo não é feita de discursos, mas de decisões concretas".

Na última terça-feira, o ministro da Justiça brasileiro, Tarso Genro, concedeu o status de refugiado político a Battisti, de 54 anos, ex-militante do grupo de extrema-esquerda Proletários Armados pelo Comunismo (PAC) e acusado de cometer quatro assassinatos na década de 1970. Preso no Brasil desde 2007, o ativista enfrentava um pedido de extradição do governo italiano.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host