UOL Notícias Notícias
 

15/01/2009 - 18h59

México é emergente que menos cresceu em 2008, diz ONU

ANSA
CIDADE DO MÉXICO, 15 JAN (ANSA) - O México foi a economia emergente que menos cresceu em 2008, de acordo com o relatório "Situação e Perspectivas para a Economia Mundial 2008", divulgado nesta quinta-feira pelo escritório da Organização das Nações Unidas (ONU) no México.

Segundo o documento, o Produto Interno Bruto (PIB) do país avançou somente 2% no ano passado. O discreto desempenho ficou muito aquém dos resultados registrados na China (8%), na Índia (6,5%) e no Brasil (4,8%).

O diretor do departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU, Robert Vos, lembrou que o México tem sido especialmente atingido pela crise financeira internacional porque sua economia está muito vinculada à dos Estados Unidos, país que está em recessão há um ano.

Como exemplo, o funcionário citou a diminuição das remessas enviadas por imigrantes que trabalham no mercado norte-americano e a queda nos preços do petróleo, matéria-prima da qual o México é um grande exportador. Para 2009, o relatório da ONU estima um avanço de 1,5% para o PIB mexicano.

A projeção é mais otimista que a elaborada pelo próprio Ministério da Fazenda do país, que prevê crescimento zero. No setor privado, porém, analistas esperam até mesmo uma retração, que pode chegar a 2%.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host