UOL Notícias Notícias
 

27/01/2009 - 17h34

Caso Battisti: Líder da oposição pede que Berlusconi ligue para Lula e cobre 'respeito aos direitos das vítimas'

ANSA
ROMA, 27 JAN (ANSA) - O ex-prefeito de Roma e líder do Partido Democrata (PD), principal força de oposição da Itália, Walter Veltroni, disse nesta terça-feira que o primeiro-ministro do país, Silvio Berlusconi, precisa entrar contato com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para discutir o caso Battisti e pedir a ele "respeito aos direitos das vítimas".

"Não basta convocar o embaixador, o primeiro-ministro deve ligar para Lula e pedir que sejam respeitados os direitos das vítimas, porque essa é uma questão escandalosa e absurda", explicou.

Falando em um debate promovido por uma TV italiana, Veltroni revelou que seu partido vai propor uma moção de protesto única no Parlamento do país para condenar a decisão do governo brasileiro de dar refúgio político ao ex-ativista italiano Cesare Battisti. "O país deve estar unido", ressaltou.

Battisti, que integrou a organização Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), foi condenado à prisão perpétua na Itália por quatro assassinatos cometidos entre 1978 e 1979. Detido no Brasil desde 2007, o ex-ativista nega ter participado dos crimes.

Questionado se ele próprio poderia conversar com Lula, como representante da oposição do país, Veltroni afirmou que não sabe "qual efeito" isso poderia ter. O político ressaltou, porém, que o acordo que busca no Parlamento demonstra "que governo e oposição devem estar unidos em relação a este caso".

Em novembro, Veltroni se reuniu pessoalmente com Lula, durante a visita oficial que o presidente fez à Itália.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host