UOL Notícias Notícias
 

09/02/2009 - 18h22

(Amplia e atualiza)Morre na Itália Eluana Englaro

ANSA
ROMA, 9 FEV (ANSA) - Morreu nesta segunda-feira por volta das 20h (17h em Brasília) a italiana Eluana Englaro, que há 17 anos vivia em estado vegetativo. A informação foi confirmada pela administração da clínica La Quiete, onde ela estava internada, em Udine, norte da Itália.

A paciente, de 38 anos, faleceu depois que o sistema de alimentação e hidratação que a mantinha viva foi interrompido, no sábado. Ela passou a viver em estado vegetativo após ter sofrido um acidente de carro, em 1992.

Após anos de disputa judicial, seu pai, Beppino Englaro, conseguiu a autorização da Justiça para suspender a nutrição do organismo da filha. O parecer favorável foi obtido em julho de 2008 junto ao Tribunal de Apelação de Milão.

Contrário à morte da paciente, o governo italiano tentava aprovar em caráter de urgência um projeto de lei que pudesse reverter a decisão. A medida era discutida no Senado, que paralisou os trabalhos e fez um minuto de silêncio em homenagem a Eluana.

Ao ser informado do falecimento, o neurologista Gianluigi Gigli, da Universidade de Udine, pediu uma autópsia e análises toxicológicas para constatar a causa da morte da italiana, definida por ele como "inesperada".

Gigli, que estava diante da clínica La Quiete, afirmou que o desfecho do caso causa perplexidade, já que durante a manhã de hoje os médicos haviam dito que a saúde de Eluana era estável.

O ministro das Relações Exteriores da Itália, Franco Frattini, disse que recebeu a notícia com "profunda comoção". "Fui invadido por um sentimento de profunda piedade pelo fim dramático deste caso", ressaltou o chanceler.

O pai de Eluana foi avisado pelo anestesista da clínica La Quiete, Amato De Monte. Falando ao telefone, bastante emocionado, Beppino Englaro disse que agora prefere ficar sozinho. "Fiz tudo sozinho, levei-a a este ponto e quero terminar sozinho", afirmou.

"Não precisam se preocupar comigo, agora quero ficar só, não quero falar com ninguém. A única coisa que peço aos verdadeiros amigos é que não me procurem. Sou assim, peço que me respeitem deste modo", prosseguiu.

Englaro recordou algumas palavras da filha, que segundo ele costumava dizer que "a morte faz parte da vida".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host