UOL Notícias Notícias
 

10/02/2009 - 15h24

Em Madri, Cristina Kirchner defende maior integração com a Espanha

ANSA
MADRI, 10 FEV (ANSA) - A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, defendeu nesta terça-feira o "aprofundamento" da integração com a Espanha, país com o qual as relações "se encontram em um ponto ótimo", segundo ela. Cristina também voltou a se referir às consequências da crise financeira internacional, e reiterou que Argentina e Espanha podem colaborar na promoção das reformas estruturais de que o mundo precisa.

Ela indicou que seu país "tem experiência de crise", e que por isso pode participar de organismos multilaterais, dentre os quais citou o G20, levando sua própria "vivência histórica".

A presidente assistiu em Madri ao fórum "Tribuna Ibero-americana", organizado pela Casa da América, e foi elogiada pela vice-primeira-ministra da Espanha, María Teresa Fernández de la Vega, que estava presente.

"É uma advogada que fez história ao ser a primeira mulher eleita presidente da República argentina", afirmou Vega, que fez coro ao pedido de estreitar os laços entre os dois países. "O grande desafio de Argentina e Espanha é impulsionar a integração, que nunca foi tão profunda como neste momento", ressaltou.

Cristina Kirchner realiza sua primeira viagem à Espanha como presidente. O principal objetivo da visita é trabalhar as relações bilaterais, que ficaram estremecidas depois do impasse gerado pela expropriação da companhia Aerolíneas Argentinas, cuja maioria do capital pertencia ao grupo espanhol Marsans.

Também hoje, ela se reuniu com o secretário-geral ibero-americano, Enrique Iglesias, e com representantes de empresas espanholas atuam na Argentina. O giro termina à noite, com um discurso na Câmara dos Deputados.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host