UOL Notícias Notícias
 

11/02/2009 - 13h37

Subsecretário italiano diz que Brasil é um grande parceiro e terá papel importante no G8

ANSA
ROMA, 11 FEV (ANSA) - O Brasil é "um grande parceiro" da Itália e desempenhará um papel importante no G8, afirmou nesta quarta-feira o subsecretário das Relações Exteriores italiano para a América Latina, Vicenzo Scotti.

"Uma coisa é o [caso de Cesare] Battisti e outra é a relação com o Brasil", disse Scotti, questionado pela imprensa italiana se as relações com o governo brasileiro, realmente, não seriam abaladas com o processo do ex-militante do gruo Proletários Armados pelo Comunismo (PAC).

A presença do Brasil na cúpula no G8 [grupo formado pelos sete países mais ricos e a Rússia, e que é presidido pela Itália] foi confirmada ontem pelo premier Silvio Berlusconi. O encontro ocorrerá em julho na ilha italiana da Sardenha.

Sobre o caso de Cesare Battisti, que é analisado atualmente pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o subsecretário se disse confiante e declarou acreditar na justiça brasileira.

"Nós temos todos os fundamentos jurídicos e legais para obter a extradição", declarou Scotti, ao mesmo tempo em que se declarou "realista" e não otimista.

"Desde o começo, argumentamos que a Itália queria a extradição, e pedíamos às autoridades responsáveis, o judiciário, para que se pronunciassem, o que está em andamento", declarou.

O STF analisa o caso, após a Itália, onde Battisti é condenado à prisão perpétua por quatro homicídios, ter se manifestado. Ontem, o Supremo indeferiu o pedido de liminar feito pelo governo italiano para anular o refúgio.

A decisão ainda não é definitiva e o processo deve ser concluído até o início de março, quando o STF decide se aceita ou não o pedido de extradição, feito pela Itália.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host