UOL Notícias Notícias
 

20/02/2009 - 19h40

Venezuela: Chávez descarta pacto com a oposição

ANSA
CARACAS, 20 FEV (ANSA) - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, descartou nesta sexta-feira fazer pactos com o que definiu como "oligarquia", referindo-se à oposição do país, e defendeu a consolidação de sua "revolução socialista" após a vitória obtida no referendo do último domingo.

Ao participar de um desfile militar, o presidente afirmou que os setores críticos a seu governo insultaram-no até o dia do pleito, em que foi aprovada a emenda constitucional que institui a reeleição ilimitada para cargos públicos executivos e legislativos. Com a mudança, Chávez, que está no poder desde 1999, poderá concorrer ao terceiro mandato em 2012.

"Como estão derrotados, agora todos pedem cacau (clemência)", disse o mandatário, referindo-se ao desejo da oposição de estabelecer um diálogo de reconciliação após o resultado das urnas.

"Não há cacau para a oligarquia venezuelana. O cacau é do povo, e não da oligarquia. Não há pacto com a oligarquia", prosseguiu Chávez.

Líderes da oposição pediram ao governo que aceite o diálogo sob o argumento de que a divisão de votos favoráveis (54,86%) e contrários (45,13%) à emenda da reeleição demonstrou que o país está rachado em duas partes.

O presidente, contudo, assegurou que só aceitará negociar caso os opositores "se vistam de humildade" e o reconheçam como legítimo governante da Venezuela.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host