UOL Notícias Notícias
 

18/03/2009 - 17h57

El Salvador: Obama telefona para presidente eleito e fala em 'estreitar relações'

ANSA
SAN SALVADOR, 18 MAR (ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, telefonou nesta quarta-feira ao presidente eleito de El Salvador, Mauricio Funes, e o cumprimentou pela vitória obtida no último domingo, quando chegou ao governo do país com 51,3% dos votos.

Em uma entrevista coletiva, Funes, que é da opositora Frente Farabundo Martí para a Libertação Nacional (FMLN), revelou que Obama demonstrou disposição para estreitar as relações entre os dois países.

Durante a campanha eleitoral, o partido que governa El Salvador há 20 anos, a Aliança Republicana Nacionalista (Arena), tentou vincular a candidatura de Funes a governos latino-americanos críticos a Washington, como o da Venezuela.

No Congresso norte-americano, alguns parlamentares republicanos cogitaram impor sanções às remessas enviadas a El Salvador por cidadãos que emigraram caso a FMLN, que tem origem em uma guerrilha de esquerda, chegasse ao poder.

A economia do país centro-americano é bastante vinculada ao dinheiro que salvadorenhos residentes nos Estados Unidos mandam a seus familiares.

Apesar da tensão, já na segunda-feira o Departamento de Estado norte-americano parabenizou Funes pela vitória e disse que estava "ansioso" para trabalhar junto ao novo governo e discutir a agenda diplomática bilateral.

Hoje, o Superior Tribunal Eleitoral do país anunciou o resultado oficial do pleito, segundo o qual Funes obteve 51,32% dos votos, contra 48,68% de Rodrigo Ávila, candidato da Arena. O índice de comparecimento às urnas foi de 62%.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host