Naomi Campbell denuncia racismo 'latente' no mundo da moda

BERLIM, 3 ABR (ANSA) - O top model britânica Naomi Campbell afirmou, em uma entrevista à revista alemã Glamour, que existe um racismo latente no mundo da moda.

Na conversa, que será publicada na edição que irá às bancas na segunda-feira, a modelo lembra a eleição de Barack Obama, o primeiro presidente negro dos Estados Unidos, mas afirma que no mundo da moda os preconceitos persistem.

"Temos Barack Obama, mas as modelos das grandes campanhas são sempre louras", disse.

Campbell diz que se considera uma "exceção" e que "sempre precisa trabalhar mais duro para atingir os mesmos resultados das outras".

"No passado, as modelos negras tinham mais possibilidades, mas agora a tendência em relação às mulheres louras é de novo extrema", ressalta.

Segundo ela, "nas páginas das revistas e nas passarelas" dos grandes shows de moda, predominam "sobretudo modelos louras com os olhos azuis".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos