UOL Notícias Notícias
 

08/04/2009 - 10h32

Itália: Líder da oposição visita áreas atingidas por terremoto e oferece ajuda

ANSA
ROMA, 8 ABR (ANSA) - O secretário do Partido Democrata (PD, de oposição) italiano, Dario Franceschini, fez nesta quarta-feira uma visita surpresa a L'Aquila e outras duas cidades atingidas pelo terremoto, colocando mil voluntários à disposição da Defesa Civil para apoiar o trabalho de socorro às vítimas.

O líder do PD reconheceu os esforços e a prontidão do governo italiano e das autoridades locais em tomar as medidas de emergência necessárias para minimizar os danos do terremoto, que já deixou mais de 260 mortos na região central da Itália.

"Diante desta tragédia, é preciso deixar de lado as diferenças. Estamos dispostos a enfrentar junto com o governo a situação e prontos a discutir sobre medidas legislativas e financeiras necessárias", afirmou.

Acompanhado do secretário local do PD, Michele Fina, Franceschini encontrou o chefe da Defesa Civil, Guido Bertolaso, e o novo prefeito da cidade, Franco Gabrielli, entre outras autoridades. "Agradeci a eles pela extraordinária mobilização", afirmou o deputado, que também esteve em Onna e Barisciano.

Franceschini reconheceu "a extraordinária mobilização dos sistemas regionais da Defesa Civil" e "o trabalho humanamente e qualitativamente elevado dos bombeiros que chegaram logo após o terremoto e o esforço dos administradores locais".

"Fiquei impressionado ao ver as casas completamente destruídas e, ao lado, edifícios absolutamente intactos. É indispensável introduzir tudo que possa subitamente incentivar e reforçar o respeito às normas anti-sísmicas", disse.

Segundo o representante do PD, "é a primeira vez que um terremoto atinge uma cidade de dimensões médias e por isso, além da casa, há quem perdeu o trabalho e os negócios", se referindo a L'Aquila, cidade de cerca de 70 mil habitantes.

"Os períodos de reconstrução serão longos e as pessoas não poderão permanecer por muito tempo em barracas e abrigos. Será necessário um esforço do governo e nós estamos disponíveis para enfrentar juntos esta emergência", declarou Franceschini.

O PD colocou à disposição da Defesa Civil "mil voluntários, entre médicos, enfermeiros e outros especialistas e 25 cozinhas com condições de preparar dez mil refeições por dia". Segundo o deputado, as equipes, que trabalham junto com a Defesa Civil, "estão recolhendo cobertas e também jogos e há uma mobilização para recolher fundos".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host