UOL Notícias Notícias
 

30/04/2009 - 19h51

Bolívia: Justiça confirma caso de suborno envolvendo direção de estatal

ANSA
LA PAZ, 30 ABR (ANSA) - O procurador boliviano Edward Mollinedo confirmou hoje que o dinheiro roubado de um empresário morto em janeiro seria usado para pagar suborno ao ex-presidente da Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB), a estatal petroleira do país.

A vítima, o empresário Jorge O'Connor, foi assassinado no dia 27 de janeiro, quando se dirigia à residência de um cunhado de Santos Ramírez, que até então estava à frente da YPFB.

Após prenderem os autores do crime, as autoridades bolivianas descobriram que O'Connor levava consigo uma mala com US$ 450 mil em dinheiro. À época, as autoridades do país suspeitaram que o dinheiro seria usado para pagar suborno à direção da estatal.

Hoje, o procurador Mollinedo afirmou que uma das testemunhas do assassinato, chamada Fernando Córdova, confirmou que a verba seria repassada a Ramírez e a sua esposa, Giovanna Navia.

Córdova trabalhava com O'Connor e estava com ele no momento do crime. À Justiça, a testemunha revelou que o dinheiro apreendido seria entregue ao cunhado de Ramírez, Javier Navia Medina, que então o levaria ao ex-presidente da YPFB.

De acordo com as investigações da Justiça, o suborno seria pago devido a um contrato de US$ 86,5 milhões assinado pela estatal com a empresa Catler Uniservice, que pertencia a O'Connor, relativo à construção de uma usina processadora de gás no sudeste do país.

Por causa do escândalo, Ramírez foi destituído do cargo e está preso desde o dia 7 de fevereiro. Os diretores da empresa que haviam sido nomeados sob sua gestão também foram detidos.

O ex-presidente da YPFB era uma das principais figuras do governo de Evo Morales e um dos mais representativos líderes do MAS, partido do qual acabou expulso.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host