UOL Notícias Notícias
 

04/05/2009 - 19h38

Equador: Justiça Eleitoral adia anúncio de resultados das eleições

ANSA
QUITO, 4 MAI (ANSA) - A Justiça Eleitoral do Equador anunciou hoje o adiamento da data em que serão entregues os resultados oficiais das eleições do último dia 26, em que o presidente Rafael Correa foi reeleito para o cargo ainda no primeiro turno.

De acordo com o cronograma inicial, o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) tinha até a próxima quarta-feira (6) para divulgar os números definitivos, mas a própria entidade informou que o prazo foi estendido até o dia 21.

Fausto Camacho, funcionário do CNE, garantiu que até esta data serão proclamados o resultados oficiais da votação. "Não vamos passar de 20 ou 25 dias sem proclamar os resultados", disse.

O atraso, segundo a Justiça Eleitoral, foi causado devido ao novo sistema de apuração, usado pela primeira vez neste pleito.

O procedimento conta com 60 mesas intermediárias, o que deveria agilizar a contagem. No sistema, os votos depositados em diferentes centros são primeiro reunidos nas mesas intermediárias e depois enviados ao CNE, que os consolidará.

A entidade alega, além disso, que cerca de 30% das cédulas apresentam "inconsistências" e devem ser analisadas por tribunais eleitorais regionais.

Até o momento, com 97,2% das urnas apuradas, Correa foi confirmado no cargo no primeiro turno, já que obteve 51,9% dos votos. Em segundo lugar ficou o ex-presidente Lucio Gutiérrez, com 28,2%.

Desta forma, o atual mandatário governará até 2013, quando poderá ainda tentar um novo mandato. Além da disputa presidencial, nas eleições do dia 26 foram escolhidos membros para o Legislativo, governadores, prefeitos e vereadores.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host