UOL Notícias Notícias
 

06/05/2009 - 16h15

Nova gripe: 70 mexicanos estão 'presos' na Argentina

ANSA
CIDADE DO MÉXICO, 6 MAI (ANSA) - Ao menos 70 cidadãos mexicanos estão impossibilitados de deixar a Argentina devido à suspensão dos voos diretos entre os dois países, determinada pelo governo da presidente Cristina Kirchner. A informação foi revelada pela embaixadora do México em Buenos Aires.

Em entrevista concedida ao jornal mexicano La Reforma, a diplomata Maria Cristina de la Garza, que atua na Argentina, disse que a representação diplomática tem trabalhado "intensamente" desde a suspensão dos voos, decidida em 29 de abril.

Segundo ela, a embaixada também tem buscado atender a todos os cidadãos mexicanos que pedem auxílio no país.

De acordo com o La Reforma, os 70 mexicanos são turistas que não haviam planejado ou não têm como pagar uma conexão aérea para São Paulo ou Santiago do Chile, de onde poderiam regressar a seu país.

Para sair da Argentina pela companhia Mexicana de Aviação, os turistas devem pagar mais de US$ 330 por um voo até São Paulo. Já as rotas da Aeroméxico com destino a Santiago do Chile custam entre US$ 100 e US$ 200.

A decisão do governo argentino tem por objetivo evitar que a epidemia da gripe A (H1N1) chegue ao país. A maioria dos casos confirmados da doença está no México, onde 29 pessoas morreram, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host