UOL Notícias Notícias
 

20/05/2009 - 17h20

Nova gripe: Países latino-americanos anunciam mais casos

ANSA
QUITO, SANTIAGO DO CHILE E SAN JOSÉ, 20 MAI (ANSA) - O Equador anunciou hoje sete novos casos da gripe A (H1N1), o que eleva para oito o número de pessoas infectadas pelo vírus causador da doença no país.

Os novos casos são de cinco crianças e um adulto de Guayaquil, oeste do país, e de uma pessoa em Quito, segundo a ministra da Saúde, Caroline Chang.

A funcionária explicou que todos os pacientes apresentam "uma evolução clínica favorável". Embora ainda não se saiba de que maneira estas pessoas contraíram a doença, quatro escolas de Guayaquil -- onde estudam os garotos infectados -- já suspenderam suas aulas.

Até hoje, o Equador contabilizava apenas um caso, de um garoto de 12 anos que esteve em Miami. A ministra Chang voltou a pedir calma à população.

O Chile, por sua vez, confirmou nesta quarta-feira mais cinco contágios. Agora, o país passa a ter 16 casos. O primeiro foi notificado no domingo.

O ministro da Saúde, Álvaro Erazo, anunciou que os novos pacientes são três estudantes e dois adultos, todos da região metropolitana de Santiago. O estado de saúde dos cinco é considerado bom.

Segundo ele, dos 16 casos registrados, 12 são de alunos do colégio San Nicolas de Myra, da capital. Três pessoas foram contaminadas durante uma viagem à República Dominicana e um caso ainda está sob investigação.

Ao falar sobre medidas emergenciais que poderiam ser adotadas, Erazo ressaltou que o fechamento de colégios em que não foram registrados casos da gripe é uma decisão "precipitada". Seis escolas já tomaram esta atitude.

Na Costa Rica, 11 novos casos de gripe foram anunciados, o que eleva a 20 o número de pessoas infectadas. O país também tem uma morte causada pela doença.

As autoridades sanitárias fizeram um chamado à calma e insistiram que a população deve continuar a adotar medidas de prevenção. Outros 128 quadros clínicos considerados suspeitos são monitorados.

O Panamá, por sua vez, anunciou seis novos casos, o que totaliza 65 pessoas infectadas no país. O Ministério da Saúde disse não ter ordenado o fechamento de mais escolas, mas admitiu que algumas já o fizeram por conta própria, já que a maioria dos pacientes é de crianças e adolescentes.

Na Guatemala, o governo confirmou o quarto caso da gripe A (H1N1), de uma mulher de 75 anos do departamento (estado) de San Marcos, oeste do país.

O ministro de Saúde, Celso Cerezo, informou que a paciente foi internada no Hospital Nacional do Ocidente, localizado no departamento (estado) de Quezaltenango. As outras três pacientes são mulheres de 11, 19 e 21 anos.

O governo de Cuba também confirmou hoje o quarto caso da gripe A (H1N1). Trata-se de uma criança canadense de 14 meses. Os outros três pacientes, que são estudantes mexicanos residentes na ilha, já receberam alta.

Segundo o último relatório divulgado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), foram confirmados até o momento 10.243 casos da gripe A (H1N1) em 40 países, com 80 mortes.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h00

    -0,48
    3,267
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h06

    1,02
    63.872,51
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host