UOL Notícias Notícias
 

28/05/2009 - 19h05

Justiça colombiana vai interrogar ex-chefes de serviço secreto

ANSA
BOGOTÁ, 28 MAI (ANSA) - A Promotoria da Colômbia intimou a depor os ex-chefes do Departamento Administrativo de Segurança (DAS) Jorge Noguera, Andrés Peñate, Maria Del Pilar Hurtado e Joaquín Polo, investigados por espionagem não autorizada.

Recentemente, a agência, que opera como um serviço secreto, esteve envolvida em uma série de escândalos ligados à realização de escutas telefônicas não autorizadas, ao repasse de informações a grupos paramilitares e à espionagem de magistrados, jornalistas e políticos críticos ao presidente Álvaro Uribe.

Além dos quatro ex-chefes, outros 30 funcionários do órgão foram convocados a depor no processo sobre as supostas atividades ilegais cometidas por detetives do DAS.

Também deverão se pronunciar o senador Gustavo Petro, do Pólo Democrático Alternativo (PDA), partido da oposição, outros políticos e membros de ONGs. O Banco da República e a Unidade de Informação e Análise Financeira do Ministério da Fazenda serão ouvidos por causa da entrega de informações confidenciais ao DAS.

Segundo a Promotoria, os funcionários da instituição cometeram, entre outros, os crimes de violação ilícita de comunicações, uso indevido de equipamentos de comunicação, falsidade ideológica, destruição e supressão de documentos e abuso de autoridade.

Jorge Noguera renunciou em 2006 e atualmente está preso sob a acusação de ter vínculo com grupos paramilitares. Já Maria Hurtado deixou seu cargo em 2008.

Diante dos sucessivos escândalos, o presidente Uribe, ao qual o DAS está diretamente subordinado, defendeu uma reestruturação da entidade.

"Temos muitas reformas pendentes, mas pretendemos acrescentar às 437 entidades [reestruturadas] a reforma do DAS", disse ele.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h39

    0,78
    3,282
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h48

    -1,69
    61.577,89
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host