UOL Notícias Notícias
 

05/06/2009 - 13h35

Organização italiana ressalta importância das eleições para o Parlamento Europeu

ANSA
ROMA, 5 JUN (ANSA) - O secretário-geral da entidade Actionaid italiana, Marco De Ponte, afirmou que as eleições para o Parlamento Europeu, já iniciadas em alguns países da região e que ocorrem neste fim de semana na Itália, são importantes para impulsionar a luta contra a pobreza e para alcançar os oito Objetivos do Milênio, estabelecidos em 2000 por 191 países.

"Enquanto o nosso premier (Silvio Berlusconi, ndr.) nos presenteia com piadas de mau gosto sobre 'Milão africana', frutos de uma visão distorcida e estereotipada do sul do mundo, a maior parte dos cidadãos continua desinformada sobre os partidos políticos e, muitas vezes, os meios de comunicação não ressaltam a importância das eleições europeias", pontuou De Ponte.

O secretário se referia às declarações do premier, feitas ontem no encerramento da campanha eleitoral de seu partido, o Povo da Liberdade (PDL). Em entrevista esta manhã a uma emissora de rádio local, Berlusconi afirmou que olhou à realidade da região central de Milão, e percebeu que "60% das pessoas eram estrangeiras e 40% italianas. Me perguntei se é esta a Itália do futuro e aquela que os italianos querem: a resposta é não".

De Ponte comentou que o voto para eleger os deputados europeus precisa ser inteligente, uma vez que as "decisões do Parlamento da União Europeia (UE) podem influenciar a vida de quem vive nos países pobres, onde os direitos são constantemente violados".

Segundo ele, a UE "é a maior doadora de recursos ao desenvolvimento" e possui um enorme caráter decisivo, como nas questões relativas ao "comércio, à mudança climática e à reforma das Políticas Agrícolas Comuns", o que, segundo ele, pode contribuir para "subsidiar a indústria agro-alimentar europeia, cortando os mercados de países em desenvolvimento e destruindo os meios e subsistência".

"É um dever votar em quem se empenha para um desenvolvimento justo e sustentável para todos", ratificou o secretário-geral.

As eleições para o Parlamento Europeu foram iniciadas no último dia 4 e serão encerradas neste domingo. Participam do processo eleitoral os 27 países-membros da UE, cada um vota em uma data determinada. Ao todo serão eleitos 736 representantes para um mandato de cinco anos.

O voto é facultativo na maioria dos países, com exceção da Bélgica, Luxemburgo, Grécia e Chipre. A sede do Parlamento Europeu fica Estrasburgo, na França. No entanto, a Câmara europeia mantém atividades em Bruxelas e Luxemburgo também.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h49

    0,29
    3,155
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h59

    -0,03
    68.691,73
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host