UOL Notícias Notícias
 

15/06/2009 - 11h14

Papa se reúne a portas fechadas com bispos austríacos

ANSA
CIDADE DO VATICANO, 15 JUN (ANSA) - O papa Bento XVI se reúne hoje e amanhã com os bispos da Áustria em um encontro a portas fechadas no Vaticano para abordar os problemas que a Igreja Católica enfrenta no país.

O evento é considerado delicado pelo fato de os bispos austríacos não concordarem com decisões tomadas pelo Pontífice nos últimos meses, como a retirada da excomunhão de quatro bispos da Fraternidade de São Pio X, entre eles Richard Williamson, conhecido por negar a existência do Holocausto, e a nomeação do ultraconservador Gerhard Maria Wagner para bispo auxiliar de Linz.

Tais casos suscitaram o receito na Áustria de que o Papa atue isoladamente, sem consultar outros religiosos, tornando seu Pontificado cada vez mais conservador.

Bento XVI, por sua parte, revogou posteriormente a nomeação de Wagner, que havia dito, entre outras coisas, que o furacão Katrina foi um castigo de Deus contra os pecados da cidade norte-americana de Nova Orleans, que os livros da série Harry Potter são satânicos e que a homossexualidade tem cura.

Participarão desta cúpula diversos líderes religiosos austríacos, como o cardeal de Viena, Christoph Schoenborn, o atual bispo de Linz, Ludqing Schwarz, e membros da Congregação para o Clero.

Nas últimas semanas, o Papa recebeu os líderes da Igreja irlandesa para falar de abusos sexuais e de atos de violência cometidos nos institutos católicos durante o século passado.

Entre outros eventos, ainda nesta semana, o Papa se reunirá com o presidente do Peru, Alan García, e às 18h locais (13h no horário de Brasília) do mesmo dia comandará as celebrações para a abertura do Ano Sacerdotal, na Basílica Vaticana.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h09

    -0,80
    3,257
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h12

    1,09
    63.918,00
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host