UOL Notícias Notícias
 

16/06/2009 - 16h01

Equador: Partido governista lidera disputa por vagas no Parlamento Andino

ANSA
QUITO, 16 JUN (ANSA) - O movimento Aliança País, partido do presidente do Equador, Rafael Correa, aparece na dianteira na contagem de votos para a eleição de membros do Parlamento Andino, realizada no último domingo.

Com 87,8% das urnas apuradas, os governistas reúnem 45,08% dos votos válidos, segundo o Conselho Nacional Eleitoral. Desta forma, o partido do presidente deve ficar com três das cinco vagas destinadas ao Equador no Parlamento Andino.

Em segundo lugar está o Partido Sociedade Patriótica, do ex-presidente Lucio Gutiérrez, que soma até agora 13,53% dos votos. Atrás vem o Partido Social Cristão, com 11,54%.

A ex-chanceler Maria Isabel Salvador encabeça a lista governista. Foi durante a sua gestão, em março do ano passado, que o Equador rompeu relações diplomáticas com a Colômbia, depois que um ataque realizado pelas Forças Armadas do país vizinho matou guerrilheiros em território equatoriano.

Salvador também esteve à frente das negociações que envolveram a empreiteira Odebrecht, expulsa do país após a constatação de falhas em uma hidrelétrica construída por ela.

Caso o resultado da eleição de domingo se confirme, será a sexta vitória consecutiva do movimento Aliança País desde novembro de 2006, quando Correa chegou ao poder. Em abril, ele foi reeleito presidente.

O Parlamento Andino é um órgão que dá orientações políticas e faz a mediação de assuntos de interesse dos membros da Comunidade Andina de Nações (CAN): Equador, Bolívia, Colômbia e Peru. Cada um destes países tem direito a cinco assentos na casa.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h19

    0,36
    3,291
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h24

    -0,37
    63.024,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host